segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Explorando o conhecimento prévio


Sobre a exploração do conhecimento prévio

Para um aluno, um novo conteúdo pode ser assustador. É um monte de palavras novas, idéias e conceitos que os outros parecem entender facilmente ou já conhecer. Os professores podem ajudar seus alunos na transição do desconhecido explorando o conhecimento prévio do aluno. Uma pesquisa revela que podemos dar um impulso ao aprendizado acessando atitudes, experiências e conhecimentos pré-existentes, vinculando o que está sendo ensinado ao que o aluno já sabe.

Os professores podem usar o conhecimento prévio para dar mais significado ao ensino. Muitos pesquisadores (Peshkin, 1992; Protheroe & Barsdate, 1992; e Lee, 1992) destacam a importância de incorporar o histórico cultural do aluno ao currículo. À medida que o mundo muda, os alunos precisam aprender a entender e a apreciar as experiências e as contribuições de pessoas com históricos diferentes. Uma educação culturalmente receptiva vincula o currículo, o ensino e a avaliação às experiências, à linguagem e à cultura dos alunos - em outras palavras, ao seu conhecimento prévio.

Além disso, essa estratégia define um ponto de partida para o ensino e para a seqüência de atividades. Como afirma o psicólogo da aprendizagem David Ausubel: "O fator mais importante que influencia o aprendizado é o que o aprendiz já sabe."

Fazendo acontecer na sala de aula
Exercícios que acessam o conhecimento prévio podem ser aplicados em qualquer ano, em qualquer área de conteúdo e em qualquer matéria. O conhecimento prévio é o ponto de entrada certo para o ensino, pois se baseia no que já é conhecido, auxilia na compreensão e dá sentido ao novo aprendizado (Kujawa e Huske, 1995). Usar o conhecimento prévio dos alunos é uma boa maneira de começar uma nova unidade ou lição e uma forma melhor de envolver os alunos desde o início. Usar esse conhecimento durante a unidade de estudo manterá a participação dos alunos em seu aprendizado e o material continuará relevante.

sábado, 17 de outubro de 2009

Aprendizagem Colaborativa


O conceito de aprendizagem colaborativa, está relacionado ao conceito de aprender e trabalhar em grupo, embora se pareça recente, já foi bastante testado e implementado por teóricos, pesquisadores e educadores desde o século XVIII.
Com base numa proposta inovadora de aprendizagem colaborativa, professores poderão ajudar os alunos na adaptação a essa proposta, pois nem sempre eles se encontram preparados para trabalhar de maneira colaborativa. E a intervenção do professor como facilitador é de fundamental importância, para que atento às atitudes dos alunos, possa inseri-los nesse processo de colaboração.
A aprendizagem dentro dessa proposta, passa da perspectiva individual, para a aprendizagem em grupo, deixando da valorização excessiva
do trabalho independente para a colaboração.

Sucesso a todos nós!!!

A União faz a Educação!

"A principal meta da educação é criar homens que sejam capazes de fazer coisas novas, não simplesmente repetir o que outras gerações já fizeram. Homens que sejam criadores, inventores, descobridores. A segunda meta da educação é formar mentes que estejam em condições de criticar, verificar e não aceitar tudo que a elas se propõe." (Jean Piaget)

Então...Vamos educar as crianças para que não seja necessário punir os adultos!!!!


video

Quem sou eu

Minha foto
Sou graduada em Pedagogia pela PUC-PR, com pós-graduação em Neuropsicologia, Formação Pedagógica do Professor Universitário e as Tecnologias Educacionais. Atuo na área de Educação há dez anos, otimista quanto ao futuro e comprometida com a qualidade dos projetos sociais e educacionais.

Seguidores